Capítulo 053 - Se preparando para viajar o mundo
Entrevistada: Leticia Moresca
Episódio lançado em: 17/02/2020
Música de Abertura: Wolf Totem - (The Hu)

Leticia Moresca é uma curitibana, criada em Palmas, capital do estado do Tocantins. Formou-se em direito em Palmas e depois evoluiu um mestrado em economia na capital inglesa.

Ainda nos tempos de faculdade, Leticia costumava estudar muito para concursos, mas  ela já percebia que o que ela realmente queria era viajar o mundo. O bacharelado em Direito é um campo muito territorial e seguir carreira em um concurso público era simplesmente incompatível com o desejo de viajar o mundo que crescia no íntimo de Leticia.

Foi quando ela decidiu fazer um mestrado em economia, que aparentemente era uma área mais global e por consequência, tenderia a haver maiores possibilidades de emprego ao redor do mundo. Após uma longa temporada de estudos, em Londres, Leticia voltou para Curitiba onde teve muita dificuldade de conseguir emprego. Após uma breve estadia em Curitiba, Leticia finalmente conseguiu um bom emprego, no setor de aviação, na capital São Paulo.

Leticia conta que esta foi uma fase de bastante realização profissional, e que só não continuou, pois apareceu uma oferta de trabalho melhor em Munich, Alemanha. Já em Munich, Leticia trabalhou diretamente com finanças, porém não gostou muito da experiência, pois ela não se sentia desafiada, não se identificava com os colegas, e por fim não se via lá no futuro.

Seu sonho de graduação era atingir o sucesso na “vida corporativa”, porém uma vez que ela alcançou esse sonho, ela percebeu que não era grande coisa. Se teve um lado bom em Munich foi que Leticia começou a investir na bolsa, principalmente na Ibovespa, pois ela estava algumas horas à frente de São Paulo. O fuso-horário ajudou Leticia a seguir uma rotina do qual, quando ela largava do serviço em Munich, a bolsa brasileira estava abrindo e assim ela podia investir.

Com o tempo, o hábito de investir chegou a um ponto do qual os rendimentos superavam os ganhos do seu trabalho em Munich. Foi quando Leticia sentiu a confiança de que poderia viajar o mundo enquanto seguia investindo na bolsa de valores.

As coisas caminhavam bem. Ela chegou a receber uma proposta ainda melhor para se mudar para a França, porém apesar da aparente prosperidade na carreira, havia algo que não estava devidamente encaixado na vida de Leticia. Ela chegou a ter uma nova proposta de emprego em Toulouse, mas era uma proposta “em caráter permanente” e isso a aterrorizou sendo um fator decisivo para iniciar de vez uma vida nômade

Como boa geminiana, ela já estava desenvolvendo várias habilidades paralelas como fotografia, traduções e vídeos. No momento da gravação do episódio #053 Leticia estava aprimorando suas habilidades como ilustradora e capitaneando uma empresa de roupas de banho. Os primeiros meses nômades foram uma fase de descoberta que empolgava Leticia com a possibilidade de descobrir novas formas de renda.

A primeira fase (1º ano) de sua vida nômade, Leticia passou rapidamente por várias cidades em um orçamento low-cost. Foi um momento em que ela não trabalhou muito e isso foi bem frustrante, pois ela era muito orientada a carreira. Em suas próprias palavras, era uma Leticia deslumbrada, que nem se chamava de nômade, ela apenas queria viajar!

No seu segundo ano como nômade, em sua segunda fase, Leticia abriu uma empresa de roupas de banho sob medida. Foi também uma fase em que Leticia começou a sentir falta de ter relações mais profundas com outras pessoas. Ela se sentia muito perdida, pois como ela viajava muito de hostels em hostels, ela tinha muitas conversas curtas, e perceptivelmente repetitivas.

Seu 3º ano como nômade, Leticia iniciou um namoro e veio a pandemia. Foi ao longo de 2020 e ela decidiu, juntamente com seu namorado ficar em Bali por tempo indeterminado. Usufruir de uma estrutura mais fixa e ter mais tranquilidade para se concentrar no crescimento dos seus projetos.

Conhecer Leticia foi muito agradável, uma vez que eu me identifiquei com ela na multiplicidade de projetos. Hoje Leticia tenta estar cada vez mais em paz com a sua própria multiplicidade ao passo em que aceita melhor as mudanças que a vida lhe traz.

Esse equilíbrio é um processo. Tem dias que ela acorda em prantos com um sentimento amargo de “o que é que eu to fazendo da minha vida?”.

Essa é uma pergunta que eu faço a mim mesmo quase todos os dias.

Gostou dessa reflexão? Ouça o episódio 053 na íntegra aqui:

- - -

Cupom de desconto no AirBNB
Podcast Nômade
Fonohouse
Apoie